Envolver homens e rapazes em programas de saneamento e higiene

Fronteiras Edição 11

Printer-friendly versionPrinter-friendly version

As discussões de género em S&H centram-se geralmente nos papéis, posições ou impactos nas mulheres e raparigas. Esse enfoque é essencial para melhorar os resultados de género em Água, Saneamento e Higiene (WASH), já que é sobre as mulheres e as raparigas que recai a parte maior parte do fardo do trabalho de WASH e são, apesar disso, frequentemente excluídas da planificação, execução e monitoria das actividades comunitárias de WASH, por terem menos poder, recursos, tempo e estatuto social que seus os pares masculinos. No entanto, os esforços actuais para melhorar o saneamento e mudar as normas sociais podem nem sempre envolver activamente homens e rapazes da maneira mais eficaz. Há mais a aprender sobre como os papéis que os homens e os rapazes efectivamente desempenham na melhoria do uso do saneamento seguro e na melhoria das práticas de higiene e – se necessário – sobre como as estratégias de apelo à participação podem ser modificadas para aumentar o sucesso das iniciativas.

Esta edição de Fronteiras do CLTS assenta na aprendizagem de um estudo documental que explora exemplos de comportamentos de homens e rapazes e de papéis de género no saneamento e higiene (S&H). É de particular interesse ver em que medida o envolvimento de homens e rapazes nos processos de S&H está a levar a mudanças sustentáveis e transformadoras em agregados familiares e comunidades, e a reduzir as desigualdades de género.

A análise incide em homens e rapazes: como os envolver (ou não), como os mobilizar como aliados na transformação dos resultados de S&H, e os problemas para que contribuem e os problemas que têm eles próprios.

Date: 23 January 2019
Resource types: 
Language: 
Portuguese