Portuguese

Fronteiras Edição Baixar

Overflowing cities The State of the World’s Toilets 2016

Human beings are now largely an urban species: for the first time in history, more than half of the world’s population (54%, or 3.9 billion people) lives in towns, cities and megacities. By 2050, that’s expected to rise to two-thirds. Many new urbanites, and particularly the poorest, are not moving into gleaming apartment blocks or regenerated post-industrial areas. They are arriving – or being born into – overcrowded, rapidly expanding slums. Economic growth is usually driven by urbanisation, and all industrialised countries already have a mostly urban population.

Date: 12 December 2016

Fronteiras Edição 9: CLTS em Situações de Pós-Emergência e de Estados Frágeis

Esta edição das Fronteiras do CLTS explora o potencial e alguns dos ensinamentos registados de como o CLTS, enquanto abordagem colaborativa e comunitária da mudança comportamental relativamente ao saneamento, pode ser aplicado com êxito em contextos de fragilidade e de pessoas deslocadas, criando comunidades mais dispostas e mais preparadas para manter e desenvolver práticas de saneamento.

Date: 10 August 2016

Fronteiras Edição 8: O CLTS e o Direito ao Saneamento

A falta de saneamento tem impacto nos direitos à vida e à saúde, no direito à educação (através da perda de dias de escola, especialmente para as raparigas) e no direito à dignidade. O objectivo desta edição do Fronteiras do CLTS é examinar o Saneamento Total Liderado pela Comunidade (CLTS) à luz dos direitos humanos: os princípios e práticas de CLTS reflectem
e promovem uma abordagem do saneamento assente em direitos? Em que áreas específicas o fazem? Que áreas do CLTS prática levantam questões de incompatibilidade com os direitos

Date: 20 July 2016

Using a CLTS approach in peri-urban and urban environments

The CLTS Knowledge Hub at the Institute of Development Studies, with the help of Plan International Ethiopia, convened a three day workshop in Addis Ababa. The workshop titled ‘Using a CLTS approach in peri-urban and urban environments’ brought together people who had been involved in urban CLTS programmes to share their varied experiences and discuss what added value a CLTS approach can bring to the urban context..

Date: 1 July 2016

Fronteiras Edição 7: Normas, Conhecimento e Uso

A não-utilização parcial ou total de casas de banho, com algumas pessoas da família, ou todas elas, a defecar a céu aberto, é cada vez mais preocupante. Mesmo que todos os agregados familiares tenham casa de banho, as comunidades não podem continuar livres de fecalismo a céu aberto a não ser que essas casas de banho sejam sempre usadas por todos. Não se trata aqui apenas de uma questão de manutenção e acesso, mas também de normas sociais, mentalidades e preferências culturais. O problema é generalizado, mas é mais evidente na Índia.

Date: 2 June 2016

Fronteiras Edição 6: Romper com o Tabu Seguinte: Higiene Menstrual no CLTS

A menstruação é uma parte natural e saudável da vida de mulheres e raparigas, mas é muitas vezes um assunto tabu, de que não se fala com facilidade, o que pode levar a sentimentos de constrangimento e vergonha. Também pode fazer com que as raparigas percam a atenção na escola ou faltem à escola. A menstruação é um elemento central de saneamento e higiene que afecta a metade da população do mundo durante uma grande parte da vida.

Date: 9 May 2016

Fronteiras Edição 5: Tornar a Higiene e o Saneamento Mais Seguros : Reduzir as Vulnerabilidades à Violência

O CLTS visa um saneamento total em que ninguém pratique o fecalismo a céu aberto, o que, por si só, tem já potencial para reduzir as vulnerabilidades à violência. As preocupações com segurança, privacidade ou dignidade ao usar instalações sanitárias podem, contudo, fazer com que as instalações não sejam usadas ou que sejam usadas apenas quando está escuro.

Date: 21 April 2016

Fronteiras Edição 4: Sustentabilidade e CLTS- Ponto da Situação

Portuguese cover image Frontiers Issue 4

Houve vários estudos úteis sobre sustentabilidade que destacaram alguns dos diferentes aspectos, bem como as complexidades em questão. Não é claro, porém, quanto do que aprendemos com esses estudos foi incorporado na programação e na prática actual e futura. Com base em pesquisa existente e no nosso próprio entendimento, este número de Fronteiras do CLTS é uma tentativa de fazer uma síntese actualizada de onde nos encontramos no início de 2015.

Date: 15 June 2015

Pages

Subscribe to RSS - Portuguese